03 junho, 2013

Cotidiano Irituiense...

Irituia (fim de tarde)
Quando correm pelo céu os primeiros raios solares, o canto dos pássaros já se faz presente em toda parte. O famoso pão quentinho já está na mesa, em seguida, mais um dia de trabalho ou escola. Cidadezinha calma, e na opinião de muitos, atrasada. Muitos pensam: _ será que esse tal desenvolvimento nunca chega? Talvez seja destino, talvez seja castigo, talvez seja por vontade divina, ou talvez pela MÁ vontade de alguns, ou muitos, talvez seja melhor assim, ou não. O sino bate, já são 12:00! hora de almoço, açaí na tigela acompanhado de algum "pedaço", lógico. Pode ser peixe, pode ser carne, pode ser frango ou até mesmo charque, mas tem que ser salgado. A soneca da tarde é sagrada. Os auto-falantes começam a falar, na verdade eu sei que auto-falante não fala, mas você entendeu, é a "Voz de Irituia" soando no ar, 15:00 já. As lojas se abrem. Falta pouco pra terminar o dia. O sino toca mais um vez, todos sabem que são 18:00, os pássaros também cantam, mas dessa vez é se despedindo de mais um dia nesse cotidiano irituiense.