30 novembro, 2011

Janeiro, nos cinemas...




Estarei lá...
*-*

Sem Título

Estava sumida esses tempos. Fazia 5 dias que eu não tinha nenhum contato com o mundo virtual. 
O motivo do meu desaparecimento foi que não estava em casa, fui pra São Miguel do Guamá-PA passar o círio, e só voltei ontem. Não bati nenhuma foto, por isso não postei nada aqui. 
Voltei pesando um pouco mais do meu normal de tanto comer, provei de tudo um pouco (maniçoba, vatapá, torta, bolo, pudim, pato, galinha, carne de boi, arroz com galinha, sorvete, e tem mais, mas não lembro...) é sério tudo isso que eu falei. 
Continuando, foi divertido. Ri muito, muito mesmo, passeei, fiquei até tarde conversando com minhas tias e primas, HAHA. Foi bom...

22 novembro, 2011

Final de Semana com ela*- Belém/PA

Nesse final de semana casei de ficar em casa, cansei de não fazer NADA, cansei da minha cidade chata. Então, resolvi passar uns dias em Belém com a Gabi. Detalhe: eu nunca tinha ido a Belém sozinha, é sério. Cheguei e fiquei completamente perdida, sorte é que tinha alguém pra vim me buscar.
Foi legal, deu pra sair um pouco da rotina de ficar em casa, comer, dormir, e internet. 
Agora, pra sair da minha casa e ficar trancada em outra, não dá certo né? Então fomos pro cinema. Nós não sabíamos nem o filme que iria passar, como não tínhamos escolha, vimos o filme "Amanhecer" aquele lá dos vampiros e tal... confesso que não sou fã da "saga crepúsculo", mas fazer o que? 
Enfim, queria muito contar pra vocês tudo que aconteceu, tudo que eu fiz, mas não tô com paciência pra escrever (essa é a verdade).

Ah! mas eu não posso deixar de comentar o filme, claro!
De todos (da saga crepúsculo), esse sem dúvidas foi o melhor. Mais emocionante, a sonoplastia (trilha sonora) foi mais elaborada. Sem falar que, uma grade parte do filme foi gravada no Brasil, e até o Edward teve que falar português (eles queriam MESMO conquistar os brasileiros!). Vou para de contar porque se você for assistir vai ficar sem graça, né?
Recomendar... eu não recomendo, existem outros filmes bem mais interessantes que esse. :)

Ana Gabrielly

18 novembro, 2011

Viciada nessa Música...


I Don't Wanna Miss A Thing

I could stay awake just to hear you breathing
Watch you smile while you are sleeping
While you're far away and dreaming
I could spend my life in this sweet surrender
I could stay lost in this moment forever
Every moment spent with you
Is a moment of treasure

Don't wanna close my eyes
I don't wanna fall asleep
'Cause I'd miss you baby
And I don't wanna miss a thing
'Cause even when I dream of you
The sweetest dream would never do
I'd still miss you baby
And I don't wanna miss a thing

Laying close to you
Feeling your heart beating
And I'm wondering what you're dreaming
Wondering if it's me you're seeing
Then I kiss your eyes and thank God we're together
And I just want to stay with you
In this moment forever, forever and ever

Don't wanna close my eyes
I don't wanna fall asleep
'Cause I'd miss you, baby
And I don't wanna miss a thing
'Cause even when I dream of you
The sweetest dream will never do
I'd still miss you, baby
And I don't wanna miss a thing

I don't wanna miss one smile
I don't wanna miss one kiss
I just wanna be with you
Right here with you, just like this
I just wanna hold you close
I feel your heart so close to mine
And just stay here in this moment
For all the rest of time
Yeah, yeah, yeah, yeah, yeah!

Don't wanna close my eyes
I don't wanna fall a sleep
'Cause I'd miss you, baby
And I don't wanna miss a thing
'Cause even when I dream of you
The sweetest dream will never do
I'd still miss you, baby
And I don't wanna miss a thing
Don't wanna close my eyes
I don't wanna fall a sleep
'Cause I'd miss you, baby
And I don't wanna miss a thing
'Cause even when I dream of you
The sweetest dream will never do
I'd still miss you, baby
And I don't wanna miss a thing

Don't wanna close my eyes
Don't wanna fall asleep, yeah
I don't want to miss a thing

07 novembro, 2011

Pensamentos

Fazia tempos que eu não escrevia nada aqui. Primeiro era por falta de tempo, tinha muitos trabalhos acadêmicos, e coisas do tipo, depois veio o desânimo mesmo por escrever. Já não tinha assuntos, na verdade tinha, mas não me interessava por nenhum ou simplesmente não queria comentar. É por isso que ultimamente ando postando muita besteira. Na verdade não é uma besteira que podemos dizer: _ Nossa que besteira! mas são besteiras que me fazem rir.
Minha vida anda muito vazia sabe? (Hora do desabafo!) Nada me agrada, nada me faz sentir felicidade como nos tempos em que eu "tinha amigos (as)". Sim, digo que "tinha" não porque parei de falar com todos, mas sim porque perdi todo aquele vínculo, aquela intimidade de antigamente, contar segredos uns para os outros, falar sobre assuntos bestas que nos faziam rir, enfim, daí em diante 'amigos' se tornaram apenas 'colegas'.
O pior de tudo é que não tenho nem como me distrair, minha cidade é um COCÔ, você pode até rir, mas é verdade. Sabe o que é não ter nada pra fazer, nem pra onde ir? E pra piorar quando tem algo em algum lugar, eu já sei até que não vou poder ir, porque toda vez que peço pra ir a alguma festa ou algum passeio em outros lugares meus pais sempre dizem NÃO, na verdade não é sempre, mas é a maioria, por isso que quando alguém me chama pra sair eu digo logo: _ O papai e a mamãe não vão deixar!. Já virei até motivo de chacota na universidade. Meus colegas falam: _ Ah! tu é toda "mamãezada" nada tu pode fazer!. E você não imagina o tanto de raiva que eu sinto quando alguém me diz isso. O que eu não entendo é  por quê eles me prendem tanto? não sei por quê tanta proteção, chego até a pensar que eles não confiam em mim. Que é uma coisa muito sem noção, porque se eu fosse uma menina rebelde, que bebesse, que fosse mal falada, que ficasse com muitos meninos, safada, eu até entenderia. Mas não, tenho 17 anos, com meu esforço passei no vestibular, entrei na universidade com 16, pretendo ser Doutora em Letras um dia, com certeza tenho maturidade suficiente pra distinguir o certo do errado e não vejo mal nenhum em sair pra se divertir.
Minhas revoltas com a vida são muitas, melhor eu parar por aqui.
Ai, ai, queria mesmo era voltar no tempo em que eu era criança e achava que se eu fugisse pra casa da vovó ninguém ia me encontrar!